Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maquilhador por um dia.

por Fernando Lopes, 9 Ago 16

rs_560x415-150205111858-1024.jake-bailey-makeup-ar

 

Quem me conhece sabe que sou um bocado old school. Produtos de beleza para homem sempre me pareceram desnecessários. Lâmina da barba, um after-shave, desodorizante com fartura, um toque de perfume, é mais que suficiente. Cá em casa, a pele das madames é impecavelmente tratada com cremes da melhor qualidade. Nota-se, duas carinhas larocas, é dinheiro bem gasto. A filha, onze anos, começa a ter as preocupações femininas habituais. Estava com um borbulhas e queria colocar um esfoliante – fui à net confirmar se este era o nome correcto.

 

- Ó paiiiiiiiiiii, anda-me ajudar a pôr a máscara na cara!

 

- Não seria melhor falares com a tua mãe? Não percebo nada disso.

 

- Já sabes que a mãe está sempre a trabalhar. Não te importas de ajudar?

 

Não tive alternativa. Ajudei-a a colocar uma argila verde, arenosa, que deve arranhar imenso. Ficamos dez minutos à espera que o «barro» secasse, depois ajudei-a, lavando muito lentamente. Devo confessar que fiquei convencido, uma parte substancial das espinhas tinha desaparecido. A criança continuou o resto do «tratamento» com um hidratante qualquer. Quando ela era muito mais pequena, costumava dar-lhe banho, escovar e secar o cabelo. Mimetizava um anúncio, dizia que era o Frank Provost. Agora dei em «maquilhador», «tratador de pele», ou lá como é que se chama a profissão. Em verdade vos digo, não há quase nada que um pai não faça por uma filha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Estás esta miudagem a provocar os mais velho! ;)

  • Fernando Lopes

    Não sinto isso, a sério. 

  • Anónimo

    Orgulho nos cinquenta que são mesmo cinquenta e a ...

  • MJ

    Mas pode ser um pesadelo!

subscrever feeds