Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Somebody that I used to know

por Fernando Lopes, 30 Jun 12

 

Esqueçam a publicidade de deliciem-se com esta pérola.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Echo & the Bunnymen 30 anos depois

por Fernando Lopes, 30 Jun 12

 

Vi os Echo & The Bunnymen em 1982 em Vilar de Mouros. Sem bem me lembro, aguardávamos os Heróis do Mar e "Amor", e as vedetas da noite eram os Stranglers. Os Heróis não apareceram, os Stranglers já estavam em fase decadente e Ian e a sua banda foram a única coisa boa daquela noite, excepção feita à erva e cerveja. Actuaram no canto esquerdo do palco, para não interferir com o equipamento das vedetas de "Golden Brown". Hoje, 30 anos, 20 quilos e dezenas de milhar de cabelos brancos depois, vou revê-lo(s), graças ao meu irmão Pedro. Eu depois conto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

O mariquinhas e os negociadores

por Fernando Lopes, 29 Jun 12

O título não têm nenhuma conotação homofóbica. Neste caso, mariquinhas, refere-se a um fracote, pau-mandado, otário, sem visão, nascido da incubadora de Ângelo Correia e com uma mãe chamada Relvas, Miguel Relvas, estúpido-liberal, anti-patriota, incompetente e néscio baptizado como Pedro Passos Coelho. Os três países intervencionados nunca tiveram como objectivo unir-se para conseguir maior peso negocial, antes procuraram distanciar-se uns dos outros, como se o vizinho tivesse peçonha. Ao actuarem separados, enfraqueceram, tornando-se vulneráveis à fúria austeritária dos boches.

Mário Monti e Mariano Rajoy deram uma lição de política e negociação ao imberbe PM português. A Alemanha correndo o risco de ser arrastada para o vórtice da dívida soberana, cedeu em toda a linha. Já antes o insuspeito Der Spiegel tinha projectado uma subida do desemprego germânico para 9,3% e uma queda do PIB de 9,2% em caso de desmantelamento do euro. O italiano e espanhol sabem ler a imprensa internacional, antever os sinais e jogar com eles. Ontem conseguiram uma inegável vitória.

Não se trata só de uma questão de dimensão, embora esta não seja negligenciável. Trata-se de negociar. Esperemos que os governos de Grécia, Portugal e Irlanda aprendam esta lição dada por Monti. Itália também é a Espanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Patriotismo à Pingo Doce

por Fernando Lopes, 28 Jun 12

Ontem, segundo me informou a D. Ana, nossa auxiliar indispensável para as tarefas domésticas, ao deslocar-se ao Pingo Doce deu de caras com um cartaz indicando de que iam encerrar mais cedo "devido a motivos patrióticos". Não sei se foi assim em todos os estabelecimentos da cadeia, mas alguém lhes devia ensinar que patriotismo é pagar um salário justo aos funcionários de molde a que não tenham de usufruir de apoio alimentar da empresa. Também patriotismo seria o pagamento integral de todos os impostos em solo português e não na Holanda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

As malas das senhoras

por Fernando Lopes, 26 Jun 12

A entrada do edifício onde trabalho, faz-se através de acesso com um cartão magnético. Na hora de ponta é sempre um momento de alguma confusão. Interessante, é quando à minha frente está uma senhora com uma daquelas malas de mão enormes. Primeiro tentam passar a mala pelo leitor. Nada. Olham para mim com um ar suplicante. Se estou de bom humor abro a porta, caso contrário, faço um ar muito constrangido e digo "Esqueci-me do cartão". Inicia-se então um momento mágico. As queridas colegas começam a tirar para fora tudo o que a bagageira de mão contém. Saem porta chaves com bonecos enormes, aspirinas, brinquedos dos filhos, livros, carteiras de várias formas e feitios, tabaco e um infindável número de utilidades.

Dir-me-ão que é maldade. Não. Os homens têm uma enorme curiosidade sobre o porquê de as senhoras carregarem meio mundo numa mala de mão. Dois terços daquelas coisas terão utilidade uma vez na vida. Mas carregam-nas. Perdoar-me-ão as freguesas do estaminé que já passaram por situações confrangedoras por causa de energúmenos como eu. Mas existem poucas coisas mais divertidas que um número de magia deste calibre, executado mesmo à frente dos meus olhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Numa gaiola dourada

por Fernando Lopes, 25 Jun 12

Não tenho grandes dúvidas que as vaias sucessivas a que Cavaco e Passos têm sido sujeitos são organizadas. Este facto não lhes retira legitimidade. O direito à indignação, como lhe chamou Soares, faz parte da democracia. Os portugueses não estão contentes com as soluções que lhes têm sido apresentadas, não tanto pelos sacrifícios, mas pela sua comprovada inutilidade. Propor austeridade atrás de austeridade, precariedade em cima de precariedade, não resolve nada. Há muito que este governo e este PR fazem parte do problema e não da solução. Quem ande na rua, fale com os trabalhadores, reformados, comerciantes, entenderá bem a dimensão do descontentamento. Não existe falta de legitimidade democrática, mas um défice de conhecimento das dificuldades que atravessamos. Os senhores que nos governam acabarão os seus mandatos escondidos numa gaiola dourada. De onde, de facto, nunca saíram.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Já não se pode baptizar uma amiga

por Fernando Lopes, 24 Jun 12

 

Demitiu-se o bispo argentino Fernando María Bargalló, após ter sido fotografado com uma amiga, num resort mexicano. Acho mal. Qualquer observador que não seja mal intencionado compreende que Bargalló, imbuído do espírito de missão que caracteriza os prelados, estava apenas a baptizar uma amiga que se havia convertido recentemente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Murro em ponta de faca

por Fernando Lopes, 23 Jun 12

O que todos sabiam, foi finalmente admitido pelo visionário Gaspar. Chegamos a um momento em que, por mais que se aumentem os impostos, as receitas diminuirão. É o excesso fiscal a gerar o efeito contrário ao pretendido. A política deve ser dos políticos, não dos tecnocratas, que baseados em modelos teóricos de fiabilidade duvidosa, insistem, como num passe de mágica, na austeridade regeneradora. Não é. É um modelo falhado. E para isso não é preciso ser economista, basta ter senso comum. As famílias portuguesas receberão nos próximos meses um balão de oxigénio com os subsídios de férias. Meio milhão de funcionários públicos estão excluídos. Os outros utilizarão o dinheiro para pagar contas. Em Setembro surgirão novas medidas de austeridade, numa espiral que tudo suga. E Gaspar, atafulhado em "curvas de Laffer", em baixa de receita, em aumento substancial do desemprego, continuará a dar murros em pontas de faca. E nós a sangrar por ele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

ainda há cascatas

por Fernando Lopes, 22 Jun 12


Ainda há quem mantenha a tradição. Na AXA, Porto, Rua Gonçalo Sampaio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/4

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • bloga-mos

    Não esperava tal elogio. Pelo menos hoje...

  • Fernando Lopes

    Tenho especial admiração por tipos que fazem o ple...

  • bloga-mos

    Aposto que há dezenas de obituários à espreita...

  • Fernando Lopes

    Não sei o que te dizer, por isso guardo um respeit...

Na boca do povo

Subscrever